8 dicas para aproveitar ao máximo a luz natural
8 dicas para aproveitar ao máximo a luz natural. Fachada de vidro, Casa dos Arquitetos. Projeto Obra Atelier

8 dicas para aproveitar ao máximo a luz natural nos ambientes

Qualquer espaço com luz natural parece mais amplo, mais confortável, mais moderno e acolhedor. Saiba aqui como obter o melhor partido desta iluminação.

Quando entramos num ambiente com bastante luz natural, ficamos sempre com a mesma sensação: a de não querer sair dali. E se for num dia bastante soalheiro, então não há nada como apreciar essa luz no ambiente: os reflexos da luz e da sombra, a amplitude que a luz natural traz ao ambiente, ou a alegria que nos faz sentir.
Assim a luz natural e o Homem mantem uma relação muito estreita e direta. Por um lado, nos alimenta e inunda de sensações, por outro, ilumina os espaços que percorremos, orientando a nossa atividade diária. Os nossos sentidos e o nosso corpo são diretamente afetados pelo espaço que habitamos e pela luz natural que este recebe.

Venha descobrir como a luz natural valoriza os espaços da Casa da Oliveira… 🙂


8 dicas para aproveitar ao máximo a luz natural. Fachada de vidro, Casa da Oliveira. Projeto Obra Atelier

A luz natural é crucial na arquitetura!

A luz natural influencia decisivamente a forma como se captam os espaços, as texturas das fachadas, as cores e a atmosfera dos interiores. Por isso, a interação entre a luz natural e o espaço é um elemento crucial na arquitetura.

« A luz natural é a única que faz da arquitetura, arquitetura » Louis Kahn

Se tem interesse no assunto e quer deixar a sua casa mais aconchegante, elegante e bonita, continue a leitura para conhecer os benefícios desse tipo de iluminação e a forma de a aproveitar ao máximo.

Vantagens da luz natural:

É mais benéfica para a visão. O sol emite um espetro completo de radiações visíveis, que impõe menos esforço visual ao olho humano.

Marca o ritmo biológico, estabelecendo o padrão de sono, o que a torna também fundamental a nível psicológico, desencadeando os processos de síntese da vitamina D, uma vitamina essencial à fixação de minerais nos ossos. 

Aumenta a nossa sensação de bem-estar ao desencadear o processo de produção de endorfinas, as chamadas hormonas da felicidade.

É gratuita. lembre-se de que a iluminação artificial é um dos fatores que mais peso tem na sua conta de eletricidade.

Mais higiénica. Juntamente com o espetro de luz visível, o sol emite radiações no espetro do Ultravioleta, capazes de inibir o crescimento e a proliferação de fungos (o famosos bolor das paredes), bactérias e vírus, tornando os seus ambientes mais salubres.

Sabemos que existem algumas casas ou projetos que, pela sua localização ou orientação, é mais simples introduzir a luz natural, e tirar partido desta iluminação. No entanto existem algumas dicas e truques que podem ser aplicadas para que entre o máximo de luz natural para o seu ambiente.

Fique connosco e surpreenda-se com a facilidade de implementação de algumas delas.

8 dicas para aproveitar ao máximo a luz natural. Hall de entrada com jogos de luz natural. Casa do Ripado. Projeto Obra Atelier
8 dicas para aproveitar ao máximo a luz natural. Hall de entrada com jogos de luz natural sobre a madeira do pavimento. Casa do Ripado. Projeto Obra Atelier

Aproveitar ao máximo a luz natural: 8 dicas úteis

1. Fachadas de vidro

As fachadas de vidro são a melhor forma de entrada da luz natural nos ambientes. Ao evitar paredes de tijolo ou pedra ou outro material opaco e substituir por um material que, além de transparente ajuda a refletir a luz, vai tornar qualquer espaço mais amplo e iluminado.
Com um bom estudo de orientação solar e de envolvência, somados a algumas soluções de arquitetura, é possível projetar janelas com entrada de luz natural em todos os compartimentos, mesmo que não sejam as tradicionais janelas abertas para o exterior. Lembre-se de que pensar a entrada de luz natural em obra é muito mais eficaz do que fazer alterações posteriormente.

Por isso, se está a fazer um projeto de raiz ou reformular com obras e tiver a possibilidade de escolher, inclua janelas ou fachadas de vidro em todos os espaços possíveis.
Veja este exemplo da Casa dos Arquitetos, e descubra a beleza das fachadas em vidro!

8 dicas para aproveitar ao máximo a luz natural. Fachada de vidro, Casa dos Arquitetos. Projeto Obra Atelier

2. Coluna de luz ou pátio interior

Uma solução perfeita para conseguir mais luz natural, seja em projetos de raiz ou numa reformulação profunda, é fazer uma coluna de luz ou um pátio interior.
As colunas de luz são como “caixas de luz”, com paredes de vidro que deixam entrar luz natural a partir do teto, o que significa uma obra mais abrangente do que apenas instalar a janela no telhado.
O pátio interior tem a diferença de ser aberto na parte superior, o que ajuda no caso de ventilação natural. Mas permitem os jardins interiores.
Estas soluções são uma ótima ideia para espaços ou casas cuja proximidade com vizinhos condiciona a construção de janelas para o exterior.

3. Aposte no branco

A escolha das cores nos espaços é outro ponto absolutamente fundamental para ajudar a “entrar” a luz natural no espaço ou numa casa. Cores sombrias e escuras vão sempre absorver mais luz solar, pelo que deve evitar usa-las como cores dominantes. Prefira tons neutros, pois são os mais indicados para tirar o máximo partido da luz natural que vem de lá de fora.
O branco é a seleção mais eficaz no momento da escolha da cor. Pintar as paredes de branco é a solução certa para ambientes onde a luz natural não chega em abundância.
Não resolve o problema na totalidade, assim como ter muitos elementos brancos no espaço não o faz, mas melhora substancialmente a sua percepção das coisas.

8 dicas para aproveitar ao máximo a luz natural. Aposte no branco. O branco é a seleção mais eficaz no momento da escolha da cor. Estética Mariana Serra. Projeto ObraAtelier

Veja por exemplo neste projeto de reformulação, a equipa de arquitetos do Obra Atelier, resolveram a pouca luz natural que vem da fachada de vidro existente para o hall com paredes e portas de cor branca. Veja Aqui.

4. Verifique a vegetação circundante

A casa ou espaço está inserido num jardim? A vegetação envolvente é de folha caduca ou perene? Para garantir que a iluminação natural vá funcionar na sua casa ou no seu projeto, convém verificar a envolvente no exterior.
O ideal é fazer uma análise a todas as árvores e arbustos existentes no terreno ou rodeiam a casa, e perceber a sombra que projetam, e a luz natural que permitem passar. Se forem bastante altas, vão, obviamente, bloquear a passagem do sol e da luz natural. Tem de ser aparados, e no caso de serem de folha caduca, talvez substituir por árvores de folha perene, ou estudar uma localização para a casa ou projeto de forma a conseguir o seu objetivo da passagem da luz natural.

5. Atenção com os móveis

Sabia que ao colocar móveis em frente às janelas está a ajudar para que essa zona fique automaticamente mais escurecida? Ao dispor as peças de mobiliário no espaço, estas devem se adaptar a altura da janela, normalmente com o máximo de um metro de altura. No caso de ser uma janela que vá do chão até ao teto, não deve colocar nenhum móvel na sua frente e deixar o espaço livre para conseguir aproveitar ao máximo a entrada de luz natural, como neste exemplo da Casa do Ripado, projeto do Obra Atelier.

8 dicas para aproveitar ao máximo a luz natural. Atenção aos móveis, janela de cima a baixo. Casa do Ripado Projeto Obra Atelier

6. Janelas limpas

Esta dica, em projeto deve ser a mais difícil de prever, no entanto como resultado será a que mais irá agradecer. A limpeza das janelas é aquela tarefa que é sempre adiada sobretudo pela dificuldade de lhes chegar, nomeadamente no caso de prédios altos ou em casas de pé direito elevado.
Mas, acredite, que para impulsionar a luz natural de um espaço ou de uma casa, não se deve desvalorizar a importância desta tarefa.
Haverá casos que tem mesmo de contratar uma equipa profissional, pela dimensão das janelas ou da sua localização, por isso no momento do projeto é importante encontrar uma solução que permita o acesso fácil as zonas envidraçadas.
E vai ver que vai valer a pena o esforço quando verificar a diferença na qualidade da entrada de luz natural.

7. Iluminação zenital… é fantástica

É o termo técnico para um tipo de entrada de luz natural. A iluminação zenital consiste, essencialmente, em toda a iluminação natural que surja de cima. Claraboias, lanternins, cúpulas e telhados transparentes, entre outras, pertencem a este grupo e contribuem, claro está, para aumentar em grande percentagem a luz natural de uma casa. No entanto, este é um tipo de iluminação natural que deve ser previsto em fase de projeto de arquitetura, pois necessita de estrutura dimensionada e calculada para a sua construção.

Este tipo de iluminação natural é indicada para áreas de maiores dimensões ou, então, para locais onde as janelas por si só não são suficientes para captar a luz natural. Ou em caso de impossibilidade de abertura de janelas, a iluminação zenital é a solução ideal.

8 dicas para aproveitar ao máximo a luz natural. Claraboia lateral na sala comum. Casa dos Arquitetos. Projeto Obra Atelier

8. Use e abuse de espelhos

Esta dica pode não ser uma novidade para si, mas nunca é demais reforçar a ideia: use e abuse de espelhos! Além de ser uma peça que dá personalidade e embeleza o ambiente, dá-lhe amplitude, eles são também uma excelente forma de reforçar e tirar partido da luz natural através do seu reflexo.
Estude bem o ambiente, e onde posicionar os espelhos, sendo que preferencialmente devem ser colocados em frente a uma janela, de modo a que o reflexo da luz natural seja potenciado ao máximo.
As superfícies refletoras ajudam a distribuir a luz natural a partir do ponto da exposição solar, refletindo-a e multiplicando-a até chegar aos pontos mais interiores. Isto inclui móveis de madeira lacada, brilhantes, espelhos, acessórios prateados ou dourados, ou mesmo móveis cobertos de espelhos.

Dicas gerais para tirar o maior partido da luz natural em sua casa

Fique com mais algumas das boas práticas gerais que deve considerar na hora de explorar ao máximo a luz natural no seu projeto ou na sua casa:

-Analise bem onde é que a luz vai bater em cada altura diferente do dia;

– Analise as variações de temperatura que o percurso do sol e a ventilação dos ambientes vai permitir á casa;

Se optar por fachadas transparentes, não se esqueça de ter cuidado com a questão da privacidade e do controle da quantidade de luz natural a entrar através de cortinados ou estores;

– Se está a reformular a sua casa e acha que ela é escura, este é o momento para deixar entrar luz natural. Consulte um arquiteto ele saberá com toda a certeza as melhores opções para tirar partido deste elemento importante.

Quer saber mais porque contratar um arquiteto? veja aqui as vantagens para o fazer.


O nosso website usa cookies. Ao continuar, assumimos sua permissão para a utilização de cookies, conforme detalhado na nossa politica de privacidade.

  • Sobre nós

    OBRA ATELIER é uma marca criada em 2004 que desenvolve serviços integrados com base numa arquitetura moderna, requintada e personalizada.

  • Serviços

    – Arquitetura, Engenharia e Paisagismo

    – Interiores e Design

    – Recuperação e Reformulação

    – Fiscalização e Gestão de Obra

    – Projetos Chave na Mão

  • Especialidade

    Especialistas em Projetos de Arquitetura Moderna e Contemporânea, assim como na Reformulação de Interiores e Execução/Gestão de Obra.

  • Contactos

    Tlf.: +351 252 996 374

    Whats app: +351 934 482 850

    info@obraatelier.com