O que é o Open Space?

Open Space é uma palavra de origem inglesa introduzida no vocabulário português através do universo da arquitetura. De facto, é daquelas palavras que traduzidas perdem o “estilo” todo. Significa “espaço aberto”, ou também conhecido como “conceito aberto”. Open Space consiste em ter a cozinha e a sala em aberto, o que implica não existirem paredes a separar estes dois compartimentos. É tão simples quanto isso.

Mas que vantagens tem o conceito Open Space? É uma tendência? A casa fica mais valorizada? É economicamente mais viável? Existem desvantagens? E em termos de eficiência energética, como funciona? Existem várias questões e dúvidas à cerca das vantagens deste conceito de que mesmo a imprensa tem falado. Ao longo deste artigo vamos abordar este tema, ao mesmo tempo que desmitificamos o conceito Open Space, com imagens verdadeiramente inspiradoras. No final só terá de tirar a sua conclusão e se o considera ou não uma opção para a sua casa!

Esta é uma imagem 3D de um projeto da autoria do Obra Atelier com hall, sala de estar, sala de jantar e cozinha em Open Space. Quer conhecer o projeto? Clique aqui.

O início do desejo pelo Interior Open Space

Nos anos 70 e 80, os projetos eram mais tradicionais, com espaços separados para salas de estar, salas de jantar e cozinhas. Carlos Costa, arquiteto afirma que essa opção refletia o estilo de vida das famílias naquela época: cada compartimento de uma casa costumava servir um propósito muito específico.” E acrescenta: “Se tivessem convidados a jantar em casa, estes só se sentariam na sala de estar formal e o jantar seria apenas na sala de jantar. Ninguém entraria na cozinha, exceto quem estava a cozinhar ou a ajudar.” Um corredor abrangia várias secções da casa, onde os espaços eram totalmente separados. Se estivessem na sala de estar e o seu convidado na sala de jantar, os dois teriam total privacidade.

Claramente que surgiu uma mudança com a evolução do tempo. E esta mudança teve início alguns anos antes: nos anos 30, arquitetos inovadores e visionários, como Frank Lloyd Wright, nos USA, começaram a projetar espaços que pareciam maiores e mais abertos. Este novo conceito de projeto permitia que as pessoas usufruíssem dos espaços de forma mais casual e flexível. Um excelente exemplo disso é a Casa da Cascata – Fallingwater, de beleza inegualável e considerada uma das maiores obras primas do seu arquiteto, principalmente pela forma como este conseguiu criar uma envolvênvia tão natural da casa com a natureza. Ainda assim, por ser um visionário, a sua ideia não foi logo aceite como tendência e opção viável.

Em Portugal, só na década de 90, no início de 2000, é que houve uma mudança para espaços mais abertos e interligados, à medida que as famílias começaram a interagir de forma mais livre e menos formal.As cozinhas tornaram-se o ponto central da casa, com muitos assentos na sala de estar adjacente e aberta, sendo usados ​​para reunir, brincar, comer, trabalhar e muito mais.”, confirma Carlos Costa.

E, atualmente, é completamente normal que uma casa tenha um compartimento enorme onde várias funções co-existem. A cozinha liga com a sala de jantar, que liga com a sala de estar, que se interliga com o hall. Os quartos normalmente permanecem divididos, mas a zona social da casa torna-se uma só, convidando a circulação a fluir de um espaço para outro, de forma totalmente integrada.

Abaixo, um excelente exemplo de uma casa remodelada em serviço chave na mão pela equipa do Obra Atelier, onde, após a remodelação, a cozinha, a área de jantar e a sala de estar fluem em conjunto. Descubra mais aqui.

Quais as vantagens de uma casa com Open Space?

Quem não gosta da ideia de ter uma sala de estar completamente aberta e ampla? Além da cozinha e da sala de jantar, a moderna sala de estar em conceito aberto dispensa o espaço formal, em prol de um espaço amplo e multifuncional, com entretenimento no centro. A principal motivação para criar um espaço com Open Space é ser mais sociável. Os pais podem preparar refeições enquanto interagem com os filhos, ajudando-os com os trabalhos de casa, por exemplo.

Existem também muitos benefícios secundários, como por exemplo a liberdade absoluta e a alegria de passar o tempo num espaço mais ensolarado e arejado, com muito espaço de manobra. Além de que, do ponto de vista da arquitetura de interiores, os espaços em Open Space permitem que se unifique os detalhes, as texturas e os materiais em toda a sala para obter resultados realmente impressionantes.

E a lista continua:

1. Maior Amplitude
Com menos paredes, os espaços parecem maiores e mais abertos, mesmo que a dimensão da casa seja relativamente pequena. Essa abertura também cria, assim, a sensação de um ambiente mais alegre e convidativo.

2. Mais luz natural
Muitas das paredes numa casa com Open Space são reduzidas a meias-paredes ou totalmente eliminadas. Quando os espaços são unidos, uma única janela permite luz natural a todo o espaço de uma só vez. Mesmo que as janelas não sejam abundantes na sua casa, serão suficientes para que a luz natural possa chegar mais facilmente ao interior da casa, aproveitando a luz do sol. Muitas casas com Open Space levam isso um passo mais a frente com grandes janelas, e/ou grandes portas de vidro que dão para o exterior.

3. Maior flexibilidade e opção para personalizar
Open Spaces são incrivelmente flexíveis. Com um pouco de criatividade, podem ser transformados em qualquer espaço comum multifuncional. Uma sala de estar pode funcionar como um escritório doméstico, e triplicar como um cinema. E o hall pode ser facilmente transformado num recanto de café da manhã, uma sala de música ou até mesmo uma minibiblioteca.
Veja o exemplo da remodelação da Casa do Moinho que integra no hall um espaço de escritório, de leitura e entrada na casa, semi-aberta sobre o espaço comum das salas e cozinha.

4. Um só espaço, união familiar
Pela sua inerente funcionalidade, as paredes são feitas para manter as pessoas separadas. Por esse motivo, uma casa com Open Space é ideal para promover a união familiar, com uma área de jantar que é ótima para jantares em convívio e muito espaço aberto evitando que os membros da família fiquem isolados. Além de que também permite que fique de olho nos mais novos enquanto executa outras tarefas.

5. Melhor fluxo
Um dos pontos fortes do Open Space pode ser a questão de melhorar o fluxo. As pessoas podem movimentar-se perfeitamente de uma zona para outra do espaço, ou ocupar dois cantos diferentes sem se sentirem separadas. Isto é particularmente incrível nos momentos de lazer. A festa pode começar num espaço e estender-se para outro, sem perder o ritmo. Viver com menos barreiras entre compartimentos não só aumenta o fluxo da sua casa, como também alivia um pouco o stress do dia a dia.

6. Sensação de modernidade
Normalmente, famílias maiores e em crescimento adoram uma casa moderna devido à quantidade de espaço que ela oferece nas áreas em que as famílias passam mais tempo. Por exemplo, muitos Open Spaces conectam a cozinha e a sala de estar, o que é perfeito para pais ocupados que estão sempre em multitarefa. Eles são capazes de preparar o jantar e observar os seus filhos brincar. É uma situação onde todos ganham! Outra característica moderna é conectar os espaços internos e externos com várias janelas e portas grandes, o que mescla de forma coesa várias áreas da casa.

Open Space é tendência? 10 Vantagens. Casa das Fontes, remodelação. Sala de estar e jantar e cozinha em Open Space. Projeto Obra Atelier

7. Mais espaço utilizável
As casas de conceito aberto parecem mais espaçosas devido ao seu desenho aberto e amplo. Ao eliminar paredes e portas, vai abrir o espaço e fará com que toda a sua casa pareça maior e mais espaçosa. O facto de não se desperdiçar espaço em corredores e paredes desnecessárias faz toda a diferença. Isso permite que tire o maior partido dos seus metros quadrados e garanta que nenhuma parte da casa seja desperdiçada. Barreiras como paredes e portas separam partes da casa que o podem fazer sentir-se “encaixotado”.
Confira o exemplo da remodelação da Casa das Fontes, na foto acima, um espaço que “ganhou” área ao serem eliminadas as paredes que delimitavam os ambientes.

8. Conexão com o espaço ao ar livre
Uma casa com planta de conceito aberto permite espaços multifuncionais, esta que se torna uma das características favoritas quando lhe são incluídas portas ou janelas de vidro grandes e deslizantes para o exterior. Essas portas oferecem uma conexão perfeita entre a sala de estar e o jardim exterior ou quintal. Abrir essas portas, especialmente durante os meses de primavera ou verão, é um benefício extra para o espaço comum expandido, do qual pode usufruir durante todo o ano. Este também é um recurso perfeito se gosta de jantares de verão na varanda, ou no jardim. A capacidade de mover-se da cozinha para a sala de estar para o pátio sem esforço não tem preço.

9. Melhor eficiência energética
Embora existam opiniões divergentes sobre a eficiência energética de casas com Open Space, a experiência mostra-nos que estes espaços são mais eficientes. Como é um espaço aberto, não há barreiras, como paredes que restringem o fluxo de ar, tornando os espaços mais fáceis de aquecer ou arrefecer. Quando está calor no exterior, um único espaço é muito mais fácil de refrescar, mesmo sendo maior, do que muitos compartimentos pequenos. Por outro lado, quando está frio lá fora, a luz natural do sol das grandes janelas voltadas para o sul cria um efeito de “estufa” que pode permitir que deixe o aquecimento desligado. Além disso, a luz natural que entra em abundância vai reduzir a conta de energia, porque não terá de ligar tanto as luzes.

10. Melhor valor imobiliário
Ao decidir construir a casa dos seus sonhos, certifique-se de que é uma casa com Open Space. Isso vai aumentar o valor da sua casa no futuro, uma vez que este tipo de projeto adiciona metros quadrados funcionais, o que é atrativo para muitos compradores de casas. Além disso, as casas em Open Space são consideradas casas pensadas com conceitos característicos de arquitetura moderna. Desta forma, investir numa casa sem uma planta com Open Space não ajudará em nada no futuro, principalmente se pretender vendê-la. Uma casa como a da imagem abaixo, a Casa do Barão de Joane, projeto do Obra Atelier, será sempre uma casa atual e moderna.

Open Space, um conceito que é tendência? 😊

O termo “Open Space” descreve um espaço que é relativamente grande e aberto. Numa planta com conceito aberto, as paredes quase não existem e os espaços fechados são raros. Um Open Space maximiza o espaço aberto e reduz a separação. Em vez de depender de paredes para suporte estrutural, os interiores de um Open Space costumam ser suportados por vigas estruturais de maior dimensão. Isso faz com que na arquitetura se reduzam as paredes, portas e outros separadores, permitindo que os espaços se tornem um só.

Não há como negar, “Open Space” é um conceito da moda dentro da comunidade dos arquitetos e dos designers de interiores. E por um bom motivo: em 2018, 70% dos compradores recentes e potenciais disseram que preferiam uma casa com espaço que fosse parcial ou totalmente aberto. No ano seguinte, 84% dos construtores afirmaram que a casa típica que construíram apresentava um projeto com Open Space. E a tendência não diminui ao longo dos anos! Dê uma vista de olhos às cozinhas, salas de estar e salas de jantar da sua área e com certeza que vai encontrar um grande número de casas que incluem o conceito Open Space.

Mas quando a pandemia nos atingiu em março de 2020 e de repente todos nos vimos a trabalhar, a aprender e a fazer praticamente tudo em casa, sentimos necessidade de mais privacidade e separação. Afinal, todos aqueles grandes espaços abertos não eram ideais para compartilhar reuniões de trabalho via Zoom, os trabalhos de casa da escola, preparar o jantar, enqaunto os cães ladram e os bebés choram, tudo em simultâneo.
Os relatórios anunciaram um regresso ao espaço pessoal, à medida que os proprietários começaram a procurar áreas dedicadas para várias tarefas e atividades. Teoricamente, os espaços compartimentados oferecem às famílias mais opções quando há várias pessoas que trabalham em casa e fornecem privacidade para as várias gerações que vivem sob o mesmo teto.

Mas os espaços em Open Space têm sido tão amados, sobretudo pelas suas vantagens… Será que de repente esta tendência vai mudar?
Muitos especialistas acreditam que mesmo depois de a pandemia estar controlada, as mudanças de como vivemos, trabalhamos e aprendemos continuarão. Isso significa que nos aproximamos do fim do Open Space e estamos de volta às casas subdivididas das décadas passadas? Embora a pandemia possa ter dado início a um movimento em direção a uma maior delimitação dos espaços, à medida que as casas precisaram de servir mais funções ao mesmo tempo, isso não significa que o conceito aberto tenha perdido todo o seu apelo ou deixe de fazer sentido. Em vez disso, parece que caminhamos para um meio-termo feliz que combina alguns espaços abertos com áreas privadas criadas para o trabalho, a escola e outras atividades.

A sua casa não tem de ser um espaço grande e sem paredes. O conceito de casa verdadeiramente aberto em Open Space, com separação zero de espaço é muito prático para a maioria das famílias modernas.” Refere Carlos Costa, Arquiteto Senior, Co-Proprietário do Obra Atelier em Joane, Vila Nova de Famalicão.O novo conceito aberto surge num feliz meio-termo, com uma combinação de espaços abertos e áreas semi-fechadas, ou com a possibilidade de fechar a qualquer momento. Esta nova versão provavelmente estará viva durante muitos anos, dada a flexibilidade que permite.”

O que mais foi impulsionado pela pandemia foi o uso da palavra “flex” no desenho da planta de uma casa. “As pessoas querem flexibilidade”, confere o arquiteto. “Salas flexíveis, móveis flexíveis, pois imagine que enquanto está a trabalhar na cozinha, o seu filho tem trabalhos da escola para fazer. Cada vez mais as pessoas querem a opção de fechar fisicamente o espaço.”
Ninguém foi mais impactado pela pandemia no que diz respeito às suas preferências de moradia do que as famílias com um aluno virtual e um adulto em teletrabalho, de acordo com os dados do AIP. “A flexibilidade do teletrabalho provavelmente será a norma em grande parte do país, mesmo após o recuo da pandemia”, diz o último relatório da Associação industrial Portuguesa.

Open Space é tendência? 10 Vantagens. Casa do Rio II. Open Space que pode ser fechado com paineis de madeira de correr. Projeto Obra Atelier

Assim, a resposta dos arquitetos ou designers de interiores a esta questão é a criação de novos e pequenos espaços adjacentes à planta de conceito aberto, em vez de interrompê-la com paredes, ou formas criativas de os “fechar ou abrir” sempre que necessário. “As pessoas não se imaginam a trabalhar em casa para sempre, elas apenas querem flexibilidade”. “E está a resultar em compartimentos mais flexíveis na zona social da casa, que tanto pode ser um escritório como um quarto.”

Flexibilidade, neste caso, refere-se à funcionalidade. É uma ilha de cozinha com uma parte em extensão para espaço de trabalho extra ou uma divisória móvel para fornecer privacidade onde, de outra forma, não haveria. A equipa do Obra Atelier tem usado sistemas de painéis de vidro ou madeira deslizantes para, essencialmente, criar uma planta de conceito aberto mas com portas. Um desafio considerável, tendo em conta a aversão ao estilo de paredes internas, conforme o exemplo da foto acima. “Tenho um cliente agora para o qual estamos a prever a instalação de portas de 4 metros de comprimento porque eles querem o conceito aberto, mas também a opção de fechar o espaço”, diz Carlos Costa.

Os proprietários de casas, hoje, querem o Open Space, porém com mais adaptabilidade para os estilos de vida atuais.

Esperamos que tenha gostado das nossas principais razões pelas quais deve optar pelo conceito Open Space. Se está preparado para projetar a casa dos seus sonhos e quer uma casa com Open Space, entre em contacto connosco. Iremos ajuda-lo a construir a casa com a qual sempre sonhou!

Gostou deste artigo? Pode seguir-nos no Instagram, no Facebook e no Pinterest para ficar a par de todas as novidades relacionadas com arquitetura, design, interiores e construção.

O nosso website usa cookies. Ao continuar, assumimos sua permissão para a utilização de cookies, conforme detalhado na nossa politica de privacidade.

  • Sobre nós

    OBRA ATELIER é uma marca criada em 2004 que desenvolve serviços integrados com base numa arquitetura moderna, requintada e personalizada.

  • Serviços

    – Arquitetura, Engenharia e Paisagismo

    – Interiores e Design

    – Recuperação e Reformulação

    – Fiscalização e Gestão de Obra

    – Projetos Chave na Mão

  • Especialidade

    Especialistas em Projetos de Arquitetura Moderna e Contemporânea, assim como na Reformulação de Interiores e Execução/Gestão de Obra.

  • Contactos

    Tlf.: +351 252 996 374

    Whats app: +351 934 482 850

    info@obraatelier.com