Materiais de construção: como escolher os mais adequados para o seu projeto

Ter bons alicerces num projeto de construção começa pela escolha criteriosa dos materiais. A seleção dos materiais de construção irá determinar a durabilidade da estrutura, mas também a eficiência energética e a sustentabilidade. Veja as nossas dicas para escolher os materiais certos para o seu projeto de construção. 

Selecionar os materiais para o seu projeto de construção é uma decisão que irá influenciar o resultado final da obra. Os materiais que escolher vão ditar a durabilidade, a aparência, a segurança e a funcionalidade, seja na criação de projetos novos ou remodelação. Por isso, certificar-se de que escolhe os materiais adequados é fundamental para o sucesso de qualquer projeto de construção. 

Pela sua importância na construção, os materiais são um dos recursos que implica maior investimento. Como tal, a sua escolha deve obedecer a critérios rigorosos. Só assim conseguirá garantir resultados duradouros e evitar complicações futuras.

Entre as várias opções disponíveis, nem sempre o mais em conta será o ideal para a sua obra. O segredo é encontrar o equilíbrio perfeito entre os custos e a qualidade. Por isso,  neste artigo vamos explorar dicas práticas e diretrizes essenciais para orientar a jornada de seleção dos melhores materiais para o seu projeto de construção. Assim, estará capacitado para tomar decisões mais informadas, visando a criação de um espaço duradouro, funcional e adaptado às suas necessidades. 

Qual a importância de escolher os materiais para um projeto de construção?

Cada projeto de construção implica uma escolha de materiais, que varia consoante as necessidades específicas desse projeto. Obviamente que um projeto de recuperação e reformulação terá exigências e requisitos diferentes de um projeto de construção de casa nova ou um projeto de arquitetura de um espaço comercial. Como tal, é crucial escolher materiais adequados ao projeto em questão. 

Ao escolher rigorosamente os materiais a usar, é possível: 

  • Evitar o seu desperdício; 
  • Reduzir a probabilidade de problemas e imprevistos;
  • Diminuir a necessidade de substituições ou reparações;
  • Garantir a qualidade de vida de quem vai usufruir do espaço;

Esta atenção redobrada irá facilitar a sua utilização, simplificando a execução da obra. Mais importante ainda: irá contribuir para a qualidade do projeto, permitindo alcançar os resultados pretendidos pelo arquiteto e pelo seu cliente. Por isso, contar com os conselhos de um arquiteto é fundamental. 

Fatores a ter em conta na escolha dos materiais de construção

No processo de seleção dos materiais há alguns aspetos que recomendamos que tenha em consideração para garantir a eficiência, durabilidade e sucesso do projeto: 

1.Qualidade

Este fator dita a resistência, durabilidade e eficiência do material. A escolha deve sempre recair em materiais com boas composições e revestimentos, preferencialmente testados. 

Por exemplo, materiais de construção certificados são uma garantia da qualidade. A certificação garante que os produtos são seguros, têm um bom desempenho e estão aptos a serem utilizados. 

2.Ciclo de vida e durabilidade

O ciclo de vida de um material envolve o seu desempenho, disponibilidade e durabilidade ao longo do tempo. Durante a seleção dos materiais de construção avalie quanto tempo é que podem durar e quais os prazos recomendados desde a compra até à sua aplicação. 

Esta informação permite assegurar que os materiais se enquadram nas suas expectativas e no que procura. Além disso, é importante conhecer o desempenho dos materiais perante situações específicas, como humidade ou calor. 

3.Propriedades físicas

Conhecer as propriedades físicas do material - durabilidade, segurança, resistência ao fogo, capacidade térmica e isolamento acústico - ajuda a conferir conforto, segurança, resistência e durabilidade à construção. 

4.Efeito estético

Além da funcionalidade, os materiais também desempenham um papel na estética do projeto. Escolher materiais que sejam esteticamente atraentes e que complementem o design geral é importante para o aspeto visual da construção. Procure conhecer o aspeto de cada material e o seu acabamento. A melhor forma será observar exemplos reais para perceber se o material se enquadra no que pretende e no estilo do projeto. 

5.Sustentabilidade

Hoje em dia é um dos fatores mais importantes. Avaliar a sustentabilidade dos materiais no processo de seleção é fundamental. Devem ser privilegiados materiais compostos por produtos reciclados, fabricados através de meios menos poluentes, que possam ser reutilizados e com um tempo de decomposição mais reduzido. 

Qual o papel da sustentabilidade na escolha dos materiais?

A sustentabilidade do material é um dos fatores a ter em conta, como verificamos no tópico anterior. Escolher materiais sustentáveis e ecologicamente benéficos é cada vez mais relevante, motivo pelo qual as casas sustentáveis são uma escolha inteligente para um futuro mais verde. 

Os materiais reciclados, de baixo impacto ambiental ou provenientes de fontes renováveis contribuem para práticas construtivas mais responsáveis. Além disso, ajudam a minimizar a exploração excessiva de recursos naturais e a diminuir a quantidade de resíduos gerados. 

A escolha de materiais sustentáveis contribui para a responsabilidade social. As empresas que adotam práticas sustentáveis têm um impacto positivo nas comunidades locais e na economia regional. 

Deste modo, a sustentabilidade na escolha dos materiais de construção é vital para promover práticas construtivas responsáveis, visando a preservação dos recursos naturais, a redução do impacto ambiental, a criação de ambientes mais sustentáveis e a promoção de um mundo equilibrado e consciente. 

5 tipos de materiais que tem de conhecer

No planeamento de um projeto de construção há vários materiais que podem ser utilizados. Contudo, há 5 materiais de construção mais populares e que estão incorporados em praticamente todos os projetos: 

1.Betão

Amplamente utilizado na construção e na arquitetura, o betão é um material composto por cimento, água, agregados (como areia e cascalho) e, em alguns casos, aditivos. É conhecido pela sua durabilidade, resistência ao desgaste, isolamento acústico, resistência ao fogo e versatilidade. Deste modo, é um material com elevado custo-benefício, que requer menor manutenção e que se adapta ao clima. Por outro lado, a sua rigidez, a possibilidade de desenvolver fissuras se não for devidamente projetado e o impacto ambiental são algumas das desvantagens do betão.

2.Aço

O aço é reconhecido pela sua resistência, durabilidade, reciclabilidade e maleabilidade. É comum em vigas, pilares e outras estruturas de suporte. As estruturas em aço, como as estruturas metálicas, podem ser montadas rapidamente, o que reduz o tempo de construção comparativamente com outros materiais. Além disso, é um material reciclável e pode ser reaproveitado, reduzindo o desperdício. Por outro lado, há que ter em conta que, em alguns casos, o aço é mais dispendioso do que outros materiais de construção e, se não for adequadamente tratado, pode corroer em ambientes agressivos. 

3.Madeira

Como material natural, sustentável e renovável, a madeira pode ter várias aplicações: vigas, pilares, revestimentos, rodapés ou elementos decorativos. É um material relativamente leve, com bom isolamento térmico e acústico, que se destaca ainda pela versatilidade e aparência atraente. É importante conhecer algumas desvantagens deste material, nomeadamente a suscetibilidade a insetos e fungos, a fragilidade ao fogo e o facto de, em alguns casos, a madeira de elevada qualidade implicar um investimento maior. 

4.Vidro

O vidro é um material versátil, resistente e durável usado em janelas, fachadas, claraboias e elementos decorativos. É bastante valorizado pela sua aparência moderna e elegante, contribuindo para um design moderno e sofisticado. Além disso, em alguns casos, pode ser reciclado e reutilizado, tornando-se uma opção mais sustentável. Oferece transparência e permite a entrada de luz natural. As suas principais fragilidades residem na menor capacidade de isolamento térmico e também na exigência de maior manutenção, nomeadamente limpeza. 

5.Tijolo

Sendo um material de construção tradicional, o tijolo destaca-se pela durabilidade, resistência, boas propriedades isolantes térmicas e acústicas, resistência ao fogo e a disponibilidade de tamanhos e cores. Ainda assim, é importante avaliar a qualidade do produto para garantir que a durabilidade e estabilidade da estrutura não sejam comprometidas. 

3 tendências de materiais de construção

As tendências no mercado dos materiais de construção estão constantemente em evolução. Novas soluções surgem a todo o momento e é fundamental prestar atenção para fazer a escolha certa. Entre as principais tendências atuais de materiais de construção podemos destacar: 

  1. Materiais sustentáveis

As soluções sustentáveis são cada vez mais procuradas. Neste contexto falamos de materiais com baixo impacto ambiental, como madeira certificada, bambu, materiais reciclados (blocos de betão reciclado, vidro reciclado), tintas e revestimentos eco-friendly, isolamentos naturais (celulose, lã de ovelha, cortiça e fibra de cânhamo) e coberturas verdes.

  1.  Materiais “inteligentes”

Os materiais inteligentes ou materiais adaptativos têm propriedades especiais incorporadas para melhorar o desempenho ou funcionalidade dos edifícios. Quer saber alguns exemplos? Betão auto-reparável (bioconcreto), vidro inteligente, tintas e revestimentos com propriedades autolimpantes e antimicrobianas, isolamentos térmicos adaptativos e painéis solares integrados a materiais de construção. 

Materiais de construção

3. Materiais com design inovador e funcional 

Existem também materiais com design inovador e funcional, como por exemplo o cimento translúcido, o grafeno, materiais de construção impressos em 3D, aerogéis, vidro fotovoltaico e os biomateriais.

Faça a escolha certa de materiais no seus projetos

Escolher os materiais certos para uma construção é essencial para o sucesso de qualquer projeto. Por isso, é necessário ter em conta diversos elementos e fatores, desde as características do projeto até as especificidades do material, sem esquecer as tendências do mercado. Siga as nossas dicas e faça as melhores escolhas. 

Gostou deste artigo? Pode seguir-nos no Instagram, no Facebook e no Pinterest para ficar a par de todas as novidades relacionadas com arquitetura, design, interiores e construção.

O nosso website usa cookies. Ao continuar, assumimos sua permissão para a utilização de cookies, conforme detalhado na nossa politica de privacidade

FECHAR